Treze confirma 2 casos positivos de Covid-19 entre os jogadores e teme surto da doença no clube

Atividades previstas para esta terça-feira, no Estádio Presidente Vargas, foram canceladas — Foto: Daniel Gomes

O Treze se reapresentou nesta terça-feira e, já no primeiro dia de trabalho visando a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro, más notícias. É que pelo menos 11 jogadores apresentaram sintomas da Covid-19 ao longo do dia e, desses, dois estão confirmados com o vírus. O meia Birungueta e o atacante João Leonardo testaram positivo e já estão isolados do restante do grupo. Os demais que apresentaram sintomas também já estão resguardados em separado e passando por avaliações para saber se também estão ou não infectados.

Os exames foram realizados pela manhã, mas, como Birungueta e João Leonardo apresentaram sintomas mais intensos, ambos foram submetidos a um teste mais detalhados (o RT-PCR), e os resultados foram positivos para o novo coronavírus. Outros nove jogadores, que não tiveram seus nomes revelados, apresentaram sintomas mais leves e ainda passam por novas avaliações.

Através da assessoria de imprensa, o Treze informou que, por orientação dos departamentos médico e de futebol do clube, as atividades foram suspensas na tarde desta terça-feira. Uma nova programação só será definida após a confirmação de todos os resultados dos exames.

Preparação para a Série D

Os últimos dias não estão sendo fáceis para o Alvinegro de Campina Grande, após a eliminação no Campeonato Paraibano, ficando fora das semifinais do estadual e sem chances de vaga na Série D do ano que e na Copa do Brasil de 2022.

O início dos treinos, visando o ABC, adversário do próximo domingo pela Série D, já havia sido remarcado da segunda para a terça-feira, e mais uma vez acabou não acontecendo, devido a esse possível surto de Covid-19 no Presidente Vargas. E, além do tempo mais curto de treinos e dos dois desfalques certos para a estreia, há a possibilidade de que outros jogadores também sejam confirmados com Covid-19 e fiquem fora da partida.

A diretoria do Treze ainda informou que o Estádio Presidente Vargas passará por uma sanitização, mas já em relação aos treinos, não deixou claro quando de fato eles voltam a acontecer, com os atletas que não estão diagnosticados com a Covid-19.

Buscando focar apenas nas disputas da Série D, o zagueiro Rômulo Costa concedeu entrevista. O atleta conhece bem a competição nacional, pois ano passado atuou pelo Campinense.

— Acredito que temos que procurar o mais rápido possível assimilar o que é a Série D, porque é um campeonato diferente. Eu costumo dizer que é o campeonato mais difícil que se tem para disputar, porque são vários times de todo o país. Às vezes jogamos em campos sem condições de jogo e precisamos entender isso e nos adaptarmos o mais rápido possível. Estamos chateados com a desclassificação (no Paraibano), mas temos que virar a chave, porque não temos tempo, a competição agora é longa, mas passa muito rápido. É esquecer o estadual o mais rápido possível e focar na Série D – disse Rômulo.

Por Redação do ge — Campina Grande