Header Ads

Cerca de 20 mil carteiras de cigarros contrabandeados são apreendidos, em Campina Grande

 

Homem é preso em flagrante por suspeita de comércio ilegal de cigarros, em Campina Grande — Foto: Ascom Polícia Civil/divulgação

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (31) um homem suspeito de comércio ilegal de cigarros, além de apreender cerca de 20 mil carteiras de cigarros contrabandeados, uma arma de fogo e cinco notebooks, dentre outros objetos, em Campina Grande, Agreste paraibano.

O homem, de 39 anos, foi preso em flagrante no bairro do Acácio Figueiredo. O material foi apreendido no mesmo bairro, e também na zona rural de Boqueirão e na zona rural de Caturité. A prisão é resultado de uma investigação da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) de Campina Grande, a partir de uma denúncia que apontava o comércio ilegal de cigarros na feira central da cidade.

De acordo com o delegado Diego Beltrão, uma parte do produto estava escondida em uma casa no Acácio Figueiredo e a outra no Sítio Pedras D’água, em Boqueirão. O revólver foi apreendido em Caturité. Ainda segundo o delegado, a denúncia recebida foi de que o suspeito do comércio ilegal utilizada o revólver para ameaçar os clientes durante as cobranças.

Na apreensão, que contou com o apoio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) e o Núcleo de Homicídio de Queimadas, a Polícia Civil descobriu que os computadores eram utilizados em jogos de azar, o que foi confirmado pelo suspeito preso. Uma caderneta contendo anotações de contabilidade e a quantia de R$ 2,2 mil também foram apreendidas.

Além do suspeito preso em flagrante, a Polícia Civil tem a identificação de uma segunda pessoa envolvida no contrabando e continua as investigações sobre o caso.

Por G1 PB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.