Header Ads

Secretário confirma nova mutação de coronavírus na Paraíba.

Foto: Secom/PB

 De acordo com o secretário executivo de Saúde da Paraíba, Daniel Beltrammi, o Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB) identificou uma nova cepa de coronavírus no Estado. A mutação é da África do Sul e tem uma maior capacidade de infecção.

Trata-se exatamente de uma médica, de 37 anos, que teve o caso divulgado como a primeira reinfecção por coronavírus do Brasil. Ela mora em Natal e trabalha na Paraíba.

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: Clique aqui!

“É importante lembrar que o Lacen foi o primeiro laboratório de saúde pública da América Latina a identificar um caso de reinfecção. Foi ele quem comprovou um elemento muito importante para história da pandemia e acabou de identificar, nesse primeiro caso, uma mutação viral”, disse, em entrevista à CBN.

Contudo, de acordo com o secretário, esse não é um motivo de alarde e desespero, uma vez que a Paraíba está preparada para conhecer todos os aspectos da pandemia e tomar boas decisões para proteger as pessoas.

“As variantes estão circulando em todo o país. Nós tivemos uma primeira linhagem europeia que chegou até o Brasil e se disseminou basicamente na região Sudeste, vindo especialmente do Rio de Janeiro para o Nordeste brasileiro. As variantes que circulam aqui são as conhecidas 28 e 33 e a gente já pode identificar uma mutação dessa variante 28”, explicou.

Ainda segundo ele, os vírus costumam comumente demonstrarem mutações para “tentar ficar especialista em infectar”.

– Por isso mesmo é fundamental que você tome vacinas, porque as vacinas são um escudo que impedem que o vírus chegue a você e te cause mal, e impedem também que o vírus vá circulando demais entre nós – finalizou.

ParaibaOnline


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.