Header Ads

Pesquisadores da UFPB dizem não haver evidências de nova onda de Covid-19 na Paraíba

Teste para detecção do novo coronavírus — Foto: Carla Carniel/AP

 Não há evidências de uma nova onda de Covid-19 na Paraíba, porque a taxa de variação do número de casos confirmados e do número de óbitos vem caindo a cada mês, de acordo com pesquisadores do Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: Clique aqui!

Segundo o monitoramento do laboratório da UFPB, em 14 de maio, houve o registro de 3.361 casos confirmados na Paraíba. Em 11 de junho, 25.370. A taxa de variação, de um mês para o outro, foi de 654,83%. Em 9 de julho, 57.614 novos casos tinham sido confirmados. A taxa de variação, de julho para junho, foi de 127,09%.

Ao comparar a taxa de variação do número de novos casos de Covid-19 na Paraíba entre maio e junho e entre junho e julho, os pesquisadores concluem que a taxa de variação caiu quase um quarto.

Nos meses seguintes, a taxa de variação referente a novos casos de Covid-19 confirmados no estado continuou caindo. Conforme os dados do laboratório da UFPB, em 13 de agosto, tinham sido confirmados 93.794 novos casos. Em comparação a julho, a taxa de variação foi de 62,80%, ou seja, a metade da taxa de variação entre junho e julho.

Em setembro, a queda da taxa de variação do número de novos casos confirmados de Covid-19 na Paraíba voltou a cair quase um quarto. Foi de, exatamente, 18,87%, com 11.495 novos casos confirmados em 10 de setembro.

“O número de novos casos cresce, mas as taxas de variação são decrescentes. Isso também vale para o caso dos óbitos. Nós atualizamos os dados conforme os meses vão passando e verificamos a taxa de variação de um mês com relação ao anterior”, explica o professor Cássio Nóbrega, coordenador do laboratório da UFPB.

Em outras palavras, para os pesquisadores, é evidente que os números de novos casos e de óbitos por Covid-19 estão crescendo a cada mês, na Paraíba, mas estão crescendo em uma proporção menor. É justamente por isso que não há evidências de uma nova onda da doença no estado.

Segundo o levantamento dos pesquisadores da UFPB, o número de óbitos registrados em 14 de maio, 11 de junho, 9 de julho, 13 de agosto e 10 de setembro foram, respectivamente, 160, 570, 1.196, 2.092 e 2.590.

Já as taxas de variação de um mês para o outro foram 256,25%, 109.82%, 74,92% e 23,80%. Como é possível perceber, a taxa de variação do número de óbitos por Covid-19 na Paraíba também vem caindo com o passar dos meses.

“O momento atual não apresenta evidências suficientes para afirmar que temos uma segunda onda. Em algum momento, houve indícios de que isso poderia acontecer, mas os dados derrubam essa tese”, finaliza o professor Cássio Nóbrega .

Por G1 PB


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.