Header Ads

Lei na PB obriga uso de máscaras acessíveis por no mínimo 5% dos funcionários de estabelecimentos

Máscara transparente — Foto: TV Integração/Reprodução

Foi sancionada nesta sexta-feira (4) uma lei que obriga o uso de máscaras acessíveis por no mínimo 5% dos funcionários de estabelecimentos públicos ou privados, que realizem atendimento presencial, durante o período de pandemia da Covid-19, no Estado da Paraíba. A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

Inscreva-se em nosso canal do Youtube: Clique aqui!

Os estabelecimentos precisarão dispor de no mínimo um funcionário utilizando a máscara acessível, nos casos em que o percentual previsto não atingir um quantitativo maior. Além disso, as máscaras acessíveis dispostas nesta lei devem ser confeccionadas com material transparente, que possibilite a leitura labial por pessoas surdas.

O descumprimento da lei acarreta aos estabelecimentos infratores, as seguintes penalidades:

  • advertência;
  • multa de 10 até mil UFR-PB (Unidades Ficais de Referência do Estado da Paraíba);
  • cassação da licença para funcionamento.

As penalidades serão impostas levando em consideração a quantidade de funcionários do estabelecimento, bem como o descumprimento reiterado da norma. A fiscalização do cumprimento desta lei será de responsabilidade dos órgãos de defesa do consumidor e do Ministério Público, no Estado da Paraíba

Os valores arrecadados com as multas deverão ser revertidos para o investimento de programas estaduais voltados às pessoas com deficiência auditiva.

Por G1 PB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.