Header Ads

Dia D da Campanha de vacinação contra a gripe acontece nesta segunda-feira(11) em Picuí-PB.

A
s Unidades Básicas de Saúde do Município de Picuí, desde o dia 23 de março de 2020, estão realizando a vacinação contra a gripe. O Ministério da Saúde lançou no mês de março a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, tendo três etapas, em datas e para públicos diferentes, alcançando cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o Brasil.
Segundo o site oficial do Ministério da Saúde, o início desta campanha se deu em março, a fim de proteger antecipadamente a população, especialmente os grupos prioritários contra o vírus da gripe. Entretanto, a vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus, mas neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são semelhantes.
A Segunda etapa da campanha de vacinação que teve início no dia 16 de abril, segue em andamento, com a finalidade de vacinar doentes crônicos e outras condições clínicas especiais, profissionais das forças de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos, sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, caminhoneiros, motoristas de transporte coletivo e portuários, e os povos indígenas. A terceira e última fase, que começa, inicialmente entre os dias 11 a 17 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto) e pessoas com necessidades especiais. Logo após, esse primeiro momento da terceira fase da campanha, do dia 18 de maio a 5 de junho, o público-alvo priorizado será composto por: adultos de 55 a 59 anos de idade e professores das escolas públicas e privadas.
O "Dia D" da campanha que aconteceria no próximo dia 9 de maio, foi adiado para o dia 11 deste mês, dia em que as equipes de saúde estarão com as Unidades Básicas devidamente abertas, oferecendo gratuitamente o imunizante para todo o público-alvo. A vacina não é ofertada para todos os grupos prioritários, de uma só vez, pois seriam muitas pessoas indo aos postos de saúde ao mesmo tempo, o que poderia ocasionar confusão e desabastecimento.

Por Ascom


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.