Header Ads

Virgolino contesta denúncia Damião: “Não sou manipulado por Adriano”

Wallber Virgolino
O deputado Wallber Virgolino (Patriota), autor do pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo (PSB) e Lígia Feliciano (PDT), reagiu à fala do deputado federal Damião Feliciano (PDT) que tratou o processo em tramitação na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) como “golpe” que “beneficiaria” o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB).
“Eu me senti atingido pelo deputado Damião Feliciano. Eu acho que talvez se eu entrasse [com pedido de impeachment] contra João ele [Damião] já tinha me aplaudido. Mas, eu não sou moleque de ser manipulado por ninguém. Não devo nada a Adriano Galdino. Não tenho nada pessoal contra o governador, nem contra a vice. Apenas adotei uma postura que a sociedade quer. O governador João e a vice-governadora Lígia não mereciam ser cassados não, mereciam estar presos”, disse em entrevista ao Portal MaisPB.
O parlamentar afirmou, ainda, que o processo foi “bem fundamentado”. “O governador e a governadora praticaram sim crime de responsabilidade. Nenhum dos dois tomou qualquer providência para que as pessoas ligadas ao governo fossem responsabilizadas”, criticou.
Damião denuncia golpe contra João e Lígia
O deputado federal Damião Feliciano (PDT) afirmou, nesta sexta-feira (7), em entrevista ao Hora H, da Rede Mais de Rádio, transmitido em João Pessoa pela Rádio POP FM (89.3 FM), que há um golpe em andamento contra o governador João Azevêdo (Cidadania) e a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT).
O parlamentar frisou categoricamente que o processo conta com o consentimento do presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino (PSB).
MaisPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.