Header Ads

Renan da Resenha se emociona ao lembrar de Gabriel Diniz: 'Foi o primeiro a dizer, vem cá, vou te ajudar'

Renan da Resenha e Aldair Playboy falaram do amigo Gabriel Diniz — Foto: TV Globo
A irreverência tomou conta do Conversa com Bial desta quarta-feira, 30/10. Renan da Resenha, fenômeno com seus vídeos na internet, foi o convidado da noite e contou como trocou a política pela comédia após ser nascido e criado para ser prefeito de sua cidade. Ao lado de Renan, outro paraibano também participou do programa: o cantor Aldair Playboy.

Aldair e Renan lembraram do amigo Gabriel Diniz, falecido em maio deste ano em um acidente aéreo, quando via a carreira decolar de vez, no seu melhor momento. Os dois, aliás, contaram que se conheceram através do cantor. Aldair lembrou parcerias ao lado de Gabriel, e Renan se emocionou ao falar sobre o amigo:

“Eu lembro dele moleque, magrelo, andando de bicicleta. Quando eu comecei a aparecer como Renan da Resenha, ele foi o primeiro cara a dizer: ‘Vem cá que eu vou te ajudar!’. Foi ele quem me apresentou Wesley, Xand. Ligava para a galera: ‘Oh, dá uma olhada aí!’. Eu lembro que uma vez ele ligou para o Winderson: ‘Winderson, olha o trabalho desse moleque aí’. Gabriel tinha isso e a troco de nada”.

“O coração fica pequeno demais porque Gabriel foi muito importante para nós. Eu tinha uma amizade muito especial com ele. Devo muito a ele. Foi uma pessoa que fez não só para mim, mas para minha família, e sem querer nada em troca e para muitas pessoas também e onde ele estiver, vai ser imortal. Sinto muita saudade dele ainda”.

As aspirações da família de Renan passavam longe da ideia de que ele fosse humorista. Seu avô fundou sua cidade, Nova Floresta, no agreste paraibano, foi prefeito duas vezes e seu pai era o então candidato a prefeito quando faleceu tragicamente, aos 32 anos, em um acidente de carro.

“Na verdade, foi o seguinte, todo mundo esperava. Meu pai era muito querido lá, e faleceu precocemente aos 32 anos de idade, num acidente de carro e foi um trauma muito forte na cidade na época, e meu pai ia ser o candidato e meu avô foi lá pela segunda vez e foi eleito. Eu tinha 10 anos de idade e meu tio disse: ‘A população falou que Renan vai ser’”.

Bial perguntou sobre o início de tudo, quando um áudio de Renan viralizou em um aplicativo de mensagens instantâneas.


“Eu não sei até hoje quem primeiro compartilhou meu áudio. Eu contava histórias de coisas do dia a dia, de festa, de brincadeira dos meninos de hoje. Eu gosto muito de brincar das crianças de hoje em dia”.

Renan contou que naquela época trabalhava como assessor parlamentar e que um vídeo foi decisivo para a mudança na carreira.
“Trabalhava em João Pessoa, na capital, a política me apresentou grandes pessoas, mas também me apresentou os piores ratos possíveis e isso me fez crescer muito porque tem gente que chega querendo trabalhar pelo município, querendo trabalhar, e também tem pessoas que só veem o seu lado”. 

O comediante ainda lembrou de um momento onde Wesley Safadão falou seu nome durante um show, contou que já se apresentou para 15 mil pessoas e que está rodando muitas cidades levando seu humor.

Bial perguntou sobre a parceria de Renan com o cantor Gusttavo Lima quando o cantor "encomendou" um vídeo para na música “Que pena que acabou”. Ele lembrou que demorou atender a ligação do cantor acreditando que o número era do banco.

“Quando tocou 6 vezes, eu disse: ‘Não é o banco não, que o banco não liga do mesmo número. É aqueles caras do presidio’. Quando atendi: ‘Renan da Resenha?’. Eu disse: ‘É ele’. 'Fala, meu jovem, aqui é o Gustavo Lima’”.

Por Gshow





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.