Header Ads

Oito empresas estão habilitadas para concorrer a proposta da construção da estrada Picuí a Nova Floresta-PB.

PB 151
Nesta quarta-feira (18), terminou o prazo fixado pela comissão de licitação do DER-PB para apreciação dos recursos apresentados por parte das empresas concorrentes da licitação para pavimentação asfáltica da PB 151, no trecho entre as cidades de Picuí e Nova Floresta.

No último dia 2 de setembro, aconteceu à reunião para recebimento dos envelopes de habilitação e propostas, quando na oportunidade 10 empresas apresentaram sua documentação, sendo duas inabilitadas pela comissão de licitação por não atender as exigências documentais do edital, destas, uma entrou com recurso, o qual não aceito.

Diante da negativa e encerramento do prazo recursal, oito empresas estão habilitadas a concorrerem na reunião de abertura dos envelopes de Propostas com consequente publicação da empresa vencedora, o que deve acontecer até a primeira quinzena do mês de outubro próximo.

Cumprida todas as exigências do edital, a expectativa é que o governador João Azevedo deva assinar a Ordem de Serviço autorizando o início da tão esperada obra até o início do próximo mês de novembro.

O processo burocrático vem tramitando de acordo com a observância da Lei e em breve, este sonho do Seridó e do Curimataú paraibano estará saindo do papel e se tornando realidade.

A obra está orçada em 15,8 milhões e terá prazo de até 540 dias para entrega. Segundo o governador João Azevedo os recursos se encontram em caixa disponível para pagamento.

Segundo informações do DER-PB, a estrada em tela possui extensão de 24 km e beneficia uma população aproximada de 30 mil habitantes nos municípios beneficiados, com tráfego médio diário de cerca de 340 veículos entre automóveis, camionetas, ônibus, caminhões e motos.

A informação reascende a esperança da população serrana de Picuí e Nova Floresta, que alimenta a mais de 50 anos o sonho da pavimentação dessa importante estrada para os estados da Paraíba e Rio Grande do Norte.



Por Portal do Curimataú


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.