Header Ads

“Foi um semana riquíssima; Como eu estou feliz!” diz Dom Dulcênio no encerramento de sua Visita Pastoral em Picuí


A Visita Canônica de Dom Dulcênio Fontes de Matos à Paróquia São Sebastião em Picuí, foi resumida pelo Bispo Diocesano como “Uma semana riquíssima”, devéras, o contato com o seu povo, o conhecimento dos projetos pastorais, as reuniões e encontros com os grupos, serviços e movimentos, com as ‘forças vivas’, como costuma dizer o Bispo; Para, além disso, a visita de Dom Dulcênio a essa região do curimataú, evocou sinal de esperança.
Um aperto de mão, um pedido de benção, um abraço, uma lágrima derramada por emoção ou por prece, essa foi à relação do povo de Deus com o seu Pastor Diocesano, durante esses intensos dias vividos por Dom Dulcênio Fontes de Matos e por toda a Paróquia São Sebastião.
As visitas aos idosos e enfermos, fazia dos encontros, um facho de esperança em Nosso Senhor Jesus Cristo; A ida de Dom Dulcênio às Comunidades rurais, um brado por bençãos dos céus para que aquela região não fosse assolada pela seca.
O Bispo rezou! Rezou com o seu povo e suplicou ao Bom Deus Misericórdia! O Bispo se alegrou! Alegrou-se porque conheceu tantas pessoas, rezou por elas, falou com entusiasmo da Boa Nova e deixou-lhes a Paz.
Sempre recepcionado com muito fervor, Dom Dulcênio guardava tudo no coração, e no decorrer dessa semana um sentimento foi construído: O de Gratidão a Deus, por tanta coisa boa vivida e experimentada, é máxima evangélica descrita em João 10, 14; o Pastor conhece suas ovelhas e suas ovelhas lhe conhecem.

Último dia de Visita
Em seu última dia de visita pastoral, Pela manhã, o Bispo foi à Cidade de Frei Martinho, onde foi recebido com muita festa pela Banda Filarmônica 26 de Dezembro e pelo Prefeito Municipal Aguifaildo Lira, lá presidiu Missa na Comunidade Nossa Senhora da Guia. E encerrou sua manhã participando de um almoço coletivo oferecido pelo povo freimartinhense, que também comemoraram o aniversário do Pe. Lúcio Flávio.
À tarde se reuniu com o Conselho Paroquial de Pastoral – CPP e com o Conselho Paroquial de Assuntos Econômicos – CPAE onde ouviu a história da Paróquia de São Sebastião e apresentou um balanço da Visita Pastoral. O Bispo demonstrou uma enorme gratidão pelo trabalho pastoral desenvolvido pelo Padre Lúcio nas terras de São Sebastião, enfatizando em vários momentos a vivacidade paroquial.

O Bispo Diocesano mostrou-se emocionado ao relembrar as dificuldades dos paroquianos em sobreviver, sobretudo dos habitantes da Comunidade Várzea Grandes, onde está localizada a Colônia de Pescadores, onde ouviu das famílias que os pescadores têm que se deslocar para as cidades do Rio Grande do Norte para pescar e trazer alimento para as famílias, dado o fato do esvaziamento da Barragem de Várzea Grande.
Enfatizou que o pastoreio do Padre Lúcio em muito lembra o seu pastoreio nas suas antigas paróquias. Finalizou a reunião dizendo que daria a nota para os trabalhos pastorais da Paróquia de São Sebastião e “se tivesse que dar uma nota de 0 a 10 para o pastoreio do Padre Lúcio, daria nota 11”. Comentou o Bispo. Parabenizou ainda, o Padre e os leigos pelos esforços em manter sempre viva a paróquia e a evangelização.
Ainda houve um encontro significativo, Dom Dulcênio visitou a Senhora Regina Maria da Conceição, de 105 anos de idade, na comunidade Lajedo Grande, Município de Picuí, que recebeu a Eucaristia dos Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística da Paróquia.
A Missa
Encerrando a Visita Pastoral, o Bispo celebrou a Santa Missa na Igreja Matriz de São Sebastião, contando com grande número de católicos, onde crismou a jovem Maria Luísa Souto Dantas da Silva. Ao final da Missa, o jovem Joagny Augusto Costa Dantas agradeceu ao Bispo Diocesano pela oportunidade de permitir aos paroquianos “sempre sentir a presença e o cuidado de Jesus Cristo, com a permanente intercessão de São Sebastião, por meio do seu representante enviado para cuidar desta Igreja Particular de Campina Grande”. Afirmou o jovem.
Usando de suas palavras de gratidão, expressou seu agradecimento ao Padre Lúcio Flávio, a quem o tratou como zeloso pastor. Já o Padre Lúcio, emocionado, agradeceu ao Dom Dulcênio pela Visita Pastoral e ressaltou que a Paróquia de São Sebastião está sempre de braços abertos para todas as vezes que o Bispo queira visita-la.
Padre Lúcio Flávio, Pároco da Paróquia São Sebastião agradeceu o empenho de todos e disse está feliz por esses dias junto ao Reverendo Pai, o Senhor Bispo Diocesano Dom Dulcênio Fontes.
A Paróquia
A Paróquia São Sebastião tem 148 anos de fundação, foi erigida em 1871; com sede na cidade de Picuí, seu território paroquial se estende até à cidade de Frei Martinho. Atualmente, a Paróquia é composta por várias comunidades, para se ter uma ideia, na zona urbana de Picuí são 9 comunidades incluindo a Matriz; na zona rural são 10 comunidades. Em Frei Martinho a Zona Urbana conta com duas comunidades e a Zona Rural com 5 Comunidades. Em suma, a Paróquia presta assistência a 26 comunidades.
A Visita Pastoral Canônica
A Paróquia São Sebastião já recebeu ao todo, 21 Visitas Pastorais, sendo a primeira delas, realizada em 20/06/1903 feita por Dom Adauto Aurélio de Miranda, Arcebispo Metropolitano da Parahyba. Entra para a história da Paróquia, portanto, a última visita realizada por Dom Dulcênio Fontes de Matos, o Bispo Diocesano de Campina Grande, que realizou de 18 a 22 deste mês sua Visita Canônica.
A visita Pastoral ou Canônica é a visita oficial que o Bispo faz a uma determinada Paróquia a fim de verificar a sua realidade pastoral. É previsto pelo Código de Direito Canônico (396-398) e tem por objetivo, analisar, avaliar os trabalhos pastorais e confirmar os irmãos na fé. Desde as primeiras comunidades cristãs os bispos já visitam comunidades fundadas por eles.
Por: Ascom com informações Wanderley (Pascom São Sebatião) 
Fotos: Pascom São Sebastião e Frei Martinho

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.