Header Ads

Audiência Pública 'lixão zero' é realizada em Picuí PB.


A prefeitura de Picuí, por meio do governo da participação em parceria com a Federação das Associações dos Municípios da Paraíba – FAMUP e Ministério Público da Paraíba realizaram audiência pública intitulada ‘Lixão Zero’. A Escola Ana Maria Gomes, escolhida para sediar o debate, ficou lotada por servidores das secretarias de saúde e educação, além dos catadores que estiveram participando do evento.

Entre as autoridades presentes estavam o prefeito de Picuí, Olivânio Remígio, o promotor de justiça da comarca de Picuí Alcides Amorim, representante da FAMUP Pedro Dantas, coordenador do meio ambiente Ranieri Dantas, promotor de justiça José Farias, além de secretários municipais e vereadores. Os prefeitos Ailton Dantas (Nova Palmeira) e Alberto Ferreira (Mogeiro) também participaram da audiência.

O objetivo do evento foi de procurar soluções para estabelecimento do fim dos lixões a céu aberto e a utilização dos aterros sanitários como destino final dos resíduos sólidos produzidos pela população. O prazo para que os municípios brasileiros erradicassem os lixões expirou em agosto de 2014, mas 60% das prefeituras não conseguiram cumprir a determinação. “Precisamos da conscientização da comunidade porque o lixo começa a ser gerado dentro das nossas casas e se cada um tiver a consciência do reaproveitamento todos nós vamos sair ganhando com a iniciativa”, disse Olivânio.

Em Picuí existe um aterro controlado dos resíduos sólidos produzidos pela população. Além disso, para melhorar a situação da coleta diária, foi desenvolvido desde 2017 a “Fábrica de Solos” como parte do programa municipal “Campo Sustentável”, que coleta podas de árvores e coco verde transformando em adubo orgânico. Com isso, o município conseguiu diminuir em até 30% a quantidade de resíduos sólidos que iriam para o aterro controlado. A ação funciona em parceria com o IFPB – Campus Picuí sendo pioneiro no estado da Paraíba e que rendeu o prêmio ODS Brasil na categoria governo como estratégia de sustentabilidade.

O promotor José Farias, que semanas antes veio ao município para uma primeira reunião sobre o tema, destacou a nossa reportagem que a meta de eliminar o lixão em Picuí não é de hoje, mas que na atual gestão vê o verdadeiro interesse em solucionar o problema que se estende há décadas.

O debate sobre a reciclagem e coleta seletiva não ficará apenas para a audiência pública, os órgãos municipais estarão desenvolvendo estratégias de conscientização da população sobre a importância da reciclagem do material produzido em casa.


Ascom
Imagens: ClickPicuí


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.