Header Ads

Pneumonia mata mais de 1,2 mil paraibanos em 2018 e especialista alerta

Melhor forma de prevenir a pneumonia é se vacinando (Foto: Divulgação)
Nesta segunda-feira, 12 de novembro, é o Dia Mundial contra a Pneumonia. Na Paraíba, de acordo com a Secretaria de Saúde do estado, o número de óbitos em decorrência da doença somou mais de 1,6 mil em 2017. Este ano, foram registradas mais de 1,2 mil mortes. Ao Portal Correio, a pneumologista Maria Alenita de Oliveira explicou o que é e quais os sintomas da doença.
Atualmente, a cobertura vacinal para a prevenção da pneumonia está abaixo do recomendado no país, apesar da vacina ser gratuita nos postos de saúde para crianças menores de cinco anos.
Dados do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), atualizado em agosto de 2018, apontam que a cobertura vacinal do esquema primário chegou a 86% em 2017 e da vacinação de reforço, a apenas 74%. Comparando com 2016, houve uma queda de 10 pontos percentuais no país, quando a cobertura era de 95% para a primeira dose e 84,10% para o reforço.
Em 2016, a pneumonia foi a maior causa de mortalidade infantil por doenças infecciosas no mundo. Essa informação foi observada ao analisar crianças menores de 5 anos.

Pneumonia – O que é?

“A pneumonia é considerada uma doença inflamatória aguda, de causa infecciosa, que acomete os espaços aéreos do pulmão. Ela pode ser causada por fungos, vírus e bactérias. Classificamos a doença em adquirida pela comunidade ou no hospital. A forma mais eficiente de prevenção contra a doença é a vacinação”, explicou a médica.

Sintomas

“Em geral, a pneumonia  se caracteriza por tosse, calafrios, falta de ar, dor torácica, temperatura superior a 37.8 (febre) e secreção”, explicou Alenita, que orientou
Portal Correio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.