Header Ads

Suspeitos de integrar grupo responsável por assassinatos são presos em Picuí, Seridó Paraibano.


Trabalho investigativo da Polícia Civil da Paraíba resultou na Operação Praevenire, executada nesta quarta-feira (4) na 13ª Área Integrada de Segurança Pública (Aisp), com sede em Picuí.

Na ação, que desarticulou um grupo criminoso responsável por crimes contra a vida e o comércio de drogas na região, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos, e duas pessoas foram presas em flagrante com drogas, munições e uma arma de fogo.

De acordo com o delegado seccional Pedro Ivo Bezerra, o trabalho teve a participação dos policiais que integram as equipes da Delegacia de Picuí e ainda da Delegacia de Atendimento a Mulher (Deam).

Foram presos em flagrante Islan Carlos da Silva, de 22 anos, e Samuel Barros Souza, 19 anos, autuados pelos crimes de tráfico de entorpecentes, associação para o tráfico, e porte ilegal de arma de fogo, com numeração adulterada.

Durante o cumprimento dos mandados, os policiais civis apreenderam três tabletes de substância semelhante a maconha, oito ‘trouxas’, contendo substância semelhante à maconha, 14 embrulhos contendo substância semelhante à cocaína, dois tabletes de substância semelhante ao crack, uma pistola 765, com numeração aparentemente raspada, seis munições, duas balanças de precisão, dois celulares, dinheiro, rolos de papel filme, a serem utilizados para embrulho de entorpecente, diversos ‘sacolés’, a serem utilizados também para embrulho de drogas.

“As ações foram deflagradas após levantamentos investigativos que deram ensejo às representações de busca domiciliar na Vara Única da Comarca de Picuí. Por meio dessa ação efetiva, a Polícia Civil consegue desarticular o grupo criminoso que atuava na prática de homicídios, tráfico de entorpecentes, associação e organização criminosas, além de promoverem intimidação e ameaça de moradores”, frisou o delegado Pedro Ivo Bezerra.


Secom


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.