Header Ads

PSDB arrasta decisão sobre eleição para abril

Cássio Cunha Lima deixa reunião (Roberto Targino/MaisPB)
Voto de silêncio. Esta foi a única decisão que saiu da reunião convocada pelo senador Cássio Cunha Lima com a Executiva do PSDB na manhã desta sexta-feira (23). O partido, que prorrogou decisões sobre o pleito, optou por arrastar mais um pouco a definição, pelo menos até o dia 7 de abril, quando agentes públicos que pretendem disputar as eleições devem se desincompatibilizar.
Os filiados que deixaram o encontro foram unânimes: apenas o senador Cássio Cunha Lima falaria sobre a reunião. A estratégia é calar sobre as eleições e apenas aguardar.
“Não há o que falar, há o que esperar”, justificou Cunha Lima. Segundo ele, foram analisadas as conjuntaras nacional e local no encontro. O acordo é esperar o prazo de desincompatibilização, levando em conta que tanto o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, quanto o de João Pessoa, Luciano Cartaxo, cotados, apesar de terem anunciado que não disputariam o pleito, precisam renunciar ao cargo caso mudem de ideia.
“Há prazo para aquilo que no Direito se chama arrependimento eficaz. O PSDB vai aguardar, não há nenhuma outra manifestação a fazer. Vamos esperar até 7 de abril para, a partir das definições, ter uma posição sobre esse cenário”, explicou. Convidado para a reunião, Romero Rodrigues não participou.
Eliza Virgínia, apesar de respeitar o silêncio imposto pelo partido, analisou o cenário político e afirmou que o tabuleiro pode mudar a qualquer momento. Ela também acredita na permanência do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, no grupo oposicionista. A presidente do PSDB Mulher, Iraê Lucena, partilha do mesmo pensamento. Mesmo com a ‘guerra fria’ entre os partidos, ela ainda aposta que a oposição marchará unida.
MaisPB

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.