Header Ads

Paraíba perde mais de 66% da vegetação florestal em 15 anos, diz IBGE

Rio Mandacaru em reserva florestal na cidade de Cabedelo, na Grande João Pessoa (Foto: Divulgação/ICMBio/Arquivo)
A Paraíba perdeu 66,6% da vegetação florestal em 15 anos, segundo relatório da Cobertura e Uso da Terra do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta segunda-feira (18). Também representando queda, a pastagem natural reduziu 8 mil km² em 15 anos (24,3%), dando lugar ao solo chamado de “Mosaico de Área Agrícola com Remanescentes Campestres”.
Em 2000, ano que o monitoramento do solo pelo IBGE iniciou, a Paraíba tinha 9 km² de vegetação florestal, reduzindo para 5 km² em 2010 e alcançando 3 km² em 2012. O número de 3 km² (66,6% menor) manteve-se constante de 2012 a 2014, período que encerra a análise divulgada nesta segunda-feira.
Apesar da redução de 8 mil km² do solo “pastagem natural” que, segundo o IBGE foi convertido em “Mosaico de Área Agrícola com Remanescentes Campestres” no estado, o instituto não informa o quanto do mosaico aumento no mesmo período de 15 anos. A área de pastagem natural reduziu 33.967 km² em 2000 para 25.710 km² em 2014.
O mestre em Geografia e professor Alexandre de Brito Faria credita ao uso de lenha e às secas repetitivas desde 2011a queda no tamanho da vegetação na Paraíba. "No interior ainda se usa bastante lenha para diversos usos, entre eles nas olarias, que produs tijolos, telhas e cerâmicas", conta.
Quanto à redução do solo "pastagem natural", Alexandre diz que a reconversão é realmente o principal fator. O solo passa a ser usado para outros fins, como a pastagem para gado, plantações e até mesmo para a urbanização das cidades.

G1 PB


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.