Header Ads

Número de presidiários que estudam da PB aumenta 1.079% em seis anos, diz Seap

Detentas fazem Enem no Presídio Feminino Maria Júlia Maranhão, em João Pessoa (Foto: Divulgação/Secom-PB/Arquivo)
O número de presidiários que estudam na Paraíba cresceu 1.079% de 2011 para 2017, segundo informou a Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap). O balanço foi divulgado pelo secretário Wagner Dorta, como resultado do Programa Cidadania é Liberdade.
De acordo com a Seap, a educação prisional se dá por meio da Educação Jovens e Adultos (EJA), resultado de uma parceria firmada com a Secretaria de Estado da Educação. Em 2011, havia 18 salas de aula em unidades prisionais onde estudavam 150 detentos. Agora em 2017, são 1.769 presidiários que assistem aulas em salas instaladas em 46 penitenciárias no estado.
O secretário ainda destacou a execução do projeto Remissão de Pena pela Leitura, que acontece desde o ano de 2016. De acordo com a Seap, o projeto beneficiou, até este ano, cerca de 150 detentos.
Outros 320 detentos participaram do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) na Paraíba, ganhando certificação nos cursos de mecânico em manutenção de refrigeração e condicionador de ar, eletricista, padeiro, pizzaiolo, pedreiro de alvenaria, confeiteiro, agente de limpeza, pintor de obras, montagem e instalação de móveis, confeccionador de bolsas em couro e material sintético, dentre outros.
Os detentos da Paraíba ainda vão fazer os exames do Ministério da Educação (MEC) este ano. O Exame Nacional para Certificação de Competência de Jovens e Adultos (Enceeja) vai acontecer para a população carcerária nos dias 19 e 20 de dezembro, em 52 unidades prisionais. Ao todo, são 852 detentos inscritos no estado. O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por sua vez, vai ser aplicado nos presídios em 12 e 13 de dezembro.


G1 PB


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.