Header Ads

Pais e filhos curtem última noite do São João 2017 em Campina Grande

A última noite de shows no Parque do Povo aconteceu no domingo (2) em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. Na cidade cenográfica, muitos pais aproveitaram para levar os filhos e curtir um pouco do forró pé de serra nos palcos secundários. Para o palco principal, foram levados shows de Tribo Cordel, Felipão, Fernando e Sorocaba e, por último, Luan Estilizado. Os fogos que fizeram a despedida da 34ª edição do Maior São João do Mundo foram detonados por volta da meia-noite ao som de “Olha pro céu”.
No Palco Pirâmide, a última quadrilha a se apresentar este ano recolhia os materiais para voltar para casa. Eles fizeram um show de 25 minutos e estiveram por três vezes no Parque do Povo durante as festas juninas. Um dos integrantes do grupo “Tradição da Serra”, Jefferson Costa, de 26 anos, disse que “quem vem para Campina nunca esquece; fica só a saudade, aqui, realmente, é o Maior São João do Mundo”.
O São João tem uma participação especial na vida do casal Valéria da Silva, 29 anos, e Carlos Adriano da Silva, 28 anos, que casou no Palco Pirâmide há oito anos durante o mês de junho. Eles se conheceram em um festival de quadrilha e desde então, a união resultou em dois filhos: de 15 e o outro de cinco anos. O mais novo pediu aos pais para ir ao Parque do Povo neste domingo para dançar. Apesar de ter sido submetido a uma cirurgia de vesícula, o menino não deixou de arriscar uns passos no forró. O casal disse que apesar de não dançar mais quadrilha, o São João é a festa mais importante para a família e que não pode deixar de ser comemorada.
Um casal que vai subir no altar na próxima semana fez uma prévia da lua-de-mel em Campina Grande. A dentista paraibana Aline Machado, de 31 anos, só aceitou casar com Daniel Simões, também de 31 anos, se ele prometesse que viria todos os anos para o São João de Campina Grande. “Vamos morar em Belo Horizonte, mas não posso deixar Campina de lado”, disse a noiva. O casal chegou no último dias de festejos, mas acredita que uma noite é suficiente para dançar e se divertir nas ilhas do forró.

G1 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.