Header Ads

Campinense irá enfrentar Sport "mordido" após derrota, diz volante

 Diante do Campinense, no próximo domingo, o Sport tem uma missão difícil: precisa vencer o adversário por dois gols de diferença para classificar às semifinais da Copa do Nordeste. Ou três - caso leve ao menos um gol. Para o volante Rithely, o segredo é não deixar a Raposa respirar.
 Na opinião dele, o ideal é que o Leão consiga fazer um gol no começo do jogo. Para isso, o time tem que começar a 100 km/h.
 - Precisamos fazer como fizemos em outras ocasiões. Sempre tinha aqueles 15, 20 minutos de abafa, em que os adversários não conseguiam respirar na Ilha.
 Temos que procurar fazer isso para tentar fazer um gol, porque aí fica bem mais tranquilo porque fica o resto do jogo para fazer mais um - disse.
 Para ajudar a equipe, o volante pede para a torcida do Sport lotar a Ilha do Retiro pela primeira vez na temporada.
 - Espero uma Ilha lotada. Sei que a gente não vem correspondendo, mas, neste momento de confusão, momento complicado, a gente precisa disso. Se a gente for desclassificado, vamos perder todos. Não só os jogadores, mas a torcida também. Tem que se juntar, se unir - declarou.
 Caso isso aconteça, na opinião de Rithely, o sentimento do torcedor vai se unir ao do grupo. Que está "mordido" para dar o troco no Campinense.
 - Está faltando mais desse conjunto dentro de campo. É um olhar para o outro e dizer: "Não tem como. Hoje tem que dar a gente". Está todo mundo mordido, quer que o jogo seja logo para conseguir fazer o resultado e sair com a classificação.
Globo Esporte


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.