Header Ads

Polícia desarticula esquema de entrega de drogas dentro de marmitas em Campina Grande

O trabalho investigativo da Policia Civil da Paraíba conseguiu desarticular, na tarde desta segunda-feira (9), um esquema de tráfico de drogas, com entrega de entorpecentes dentro de marmitas na cidade de Campina Grande. A proprietária da marmitaria, Luana Torres Pereira da Silva, 29 anos, era a responsável pela comercialização do material e foi presa em flagrante pela equipe do Núcleo de Repressão a Entorpecentes (NRE) no município. 
De acordo com o delegado do Núcleo, a ação policial aconteceu no bairro João Paulo II, e foi iniciada após denúncias encaminhadas pelo 197 – Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social. “A nossa equipe recebeu a informação de um serviço denominado ‘Disque pó’, no qual a droga cocaína era entregue em embalagens de quentinhas. No local, onde realmente funciona um estabelecimento comercial de entrega de alimentos, efetuamos a prisão em flagrante de Luana e ainda apreendemos o material”, revelou a autoridade policial, acrescentando que a Polícia também vai investigar o envolvimento de funcionários da empresa no esquema. 
No período da manhã, as equipes do Núcleo de Repressão a Entorpecentes (NRE) e da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) ainda prenderam Lucas Nathaniel Sousa Barbosa, de 18 anos, também suspeito da prática de tráfico de drogas e corrupção de menores na cidade. A ação foi realizada no bairro da Liberdade. 
Com o preso, foram apreendidas pedras de crack e um tablete de maconha, além de dinheiro que os investigadores acreditam ser oriundo da venda dos entorpecentes. No local também foi apreendido um adolescente de 14 anos de idade, que também teria participação nas ações traficantes. 
O Núcleo foi implantado em Campina Grande no mês de abril e tem como objetivo reprimir de forma qualificada o tráfico de drogas por meio de investigação criminal efetiva, bem como atender às demandas da população, dos profissionais da Segurança Pública e do Judiciário para o enfrentamento do comércio ilegal de drogas no município. A estrutura está funcionando na Central de Polícia Civil, no bairro do Catolé, e conta com duas equipes de investigação.
Secom-PB 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.